sexta-feira, 29 de maio de 2015

Só comigo...

Esta semana recebi a visita de um tio da minha mãe. O senhor tem 95 anos mas ainda anda muito bem, faz a sua vida (mora sozinho!) e todas as semanas vem à igreja. Às vezes anda a pé alguns quilómetros sem problema. Ai quem me dera chegar a essa idade assim tão em forma!
Se este homem por si só já é uma raridade, imaginem qual não é o meu espanto quando ele disse que eu estava jeitosa, que é o mesmo que dizer "os teus airbags não passam despercebidos!"
What?! Meu senhor, com essa idade já não devia pensar em tal coisa! - pensei eu com os meus botões... Limitei-me a rir sem saber exactamente o que dizer.
Está decidido: camisolas de gola alta para nunca mais!
 

quarta-feira, 20 de maio de 2015

Receita: Coquinhos


Ingredientes:
250 gr. de açucar
250 gr. de côco
4 ovos
1 colher de sopa de manteiga

Modo de preparar:
Mistura-se todos os ingredientes. Faz-se pequenas bolas com as mãos e são colocadas num tabuleiro forrado com papel vegetal.
Convém estar de olhos no forno porque elas ganham cor com muita facilidade.
Simples, não é?

domingo, 17 de maio de 2015

A queda de um mito




O filme Lucy com a Scarlett Johansson traz novamente à tona o velho mito (?) de que utilizamos apenas 10% do nosso cérebro. Ninguém sabe ao certo quem atribuiu essa percentagem ao cérebro mas a verdade é que muita gente acredita nela. Por um lado, essa crença é boa porque dá-nos a esperança de ganhar mais inteligência com o passar dos anos mas por outro, torna o ser humano demasiado burro. Então se só usamos 10%, os outros 90% servem para quê? 
Os cientistas refutam essa teoria actualmente e dizem que todo o nosso cérebro é utilizado. Parece que diferença existe nesta frase: nós não utilizamos apenas 10% do nosso cérebro mas sim desconhecimentos as reais capacidades dos outros 90% embora ele funcione como um todo diariamente.

Para os mais esperançosos (e fantasiosos) como eu, os 90% do cérebro que permanecem um mistério, são a esperança de um dia conseguir alcançar feitos que poucas pessoas conseguem como ter super poderes, ganhar a lotaria ou fazer milagres.

Ah e para que conste…conheço tanta gente que nem  usa os 10% do cérebro…

quarta-feira, 13 de maio de 2015

É desta?



Dizem que é a partir de hoje que o acordo ortográfico passará a ser obrigatório em todos os países que tiveram a infeliz ideia de assinar tal coisa, ou então não... segundo o que está escrito nos livros da lei, O prazo de transição terminará somente em 22 de Setembro de 2016. Uau! Podemos respirar de alivio por mais um ano.

sexta-feira, 1 de maio de 2015

1 de Maio




Foi em 1886, que se realizou uma manifestação de trabalhadores nas ruas de Chicago nos Estados Unidos com o objectivo de reduzir a jornada de trabalho para 8 horas diárias. Esse dia foi o início uma greve geral nos EUA. No dia 3 de Maio a revolta instalou-se e a polícia matou três manifestantes. No dia seguinte, 4 de Maio, uma nova manifestação foi organizada como protesto pelos acontecimentos dos dias anteriores, matando um agente, na rixa que se seguiu sete outros morreriam. A polícia abriu então fogo sobre a multidão, matando doze pessoas e ferindo dezenas. Por causa disso, cinco sindicalistas foram condenados à morte e três condenados a pena perpétua. Estes acontecimentos passaram a ser conhecidos como a Revolta de Haimarcet.

Três anos mais tarde, no dia 20 de Junho de 1889, a segunda Internacional Socialista reunida em Paris decidiu por proposta de convocar anualmente uma manifestação com o objectivo de lutar pelas 8 horas de trabalho diário. A data escolhida foi o 1º de Maio, como homenagem às lutas sindicais de Chicago. 

A 23 de Abril de 1919 o senado francês ratifica o dia de 8 horas e proclama o dia 1 de Maio desse ano dia feriado. 

Em Portugal, só a partir de Maio de 1974 (o ano da revolução do 25 de Abril) é que se voltou a comemorar livremente o Primeiro de Maio e este passou a ser feriado. Durante a ditadura do Estado Novo, a comemoração deste dia era reprimida pela polícia.