quarta-feira, 24 de maio de 2017

E esta hein?!

No nosso país, a notícia do momento é a vinda (com malas e bagagens) da Madonna para Portugal. Dizem que anda à procura de casa e a artista que não faz a coisa por menos, quer uma quinta. A sua nada humilde residência tem de ser daquelas bem grandes, com montes de quartos, piscina, sala de cinema e sabe-se lá mais o quê. Parece que encontrou uma lá pelos lados de Sintra. Faz ela muito bem!

Vi ontem o Salvador e a irmã a falar na rtp mas só apanhei a conversa no fim. Diz o rapaz que é humanista e não ativista, logo não esperem que ele ande a correr o mundo a falar pelos refugiados porque ele não pode. Em compensação, dará a voz por todos aqueles que não são ouvidos e sofrem as maiores atrocidades. Faz ele muito bem!

Na Inglaterra, a notícia do momento tem a ver com um atentado no final do concerto da Ariana Grande (quem é a Ariana Grande? não faço ideia mas pelos vistos, muitos jovens sabem). Vários mortos (mais de 20 segundo a imprensa) e pelo menos o dobro dos feridos. Conclusão: não estamos seguros em lugar nenhum. Nem numa esplanada porque pode vir um terrorista e avança com um camião por cima de toda a gente e nem num concerto que devia ser um lugar de alegria. Será que vai ser sempre assim? Onde estiver um aglomerado de pessoas, haverá sempre risco de aparecer um terrorista? Tempos estranhos estes!   

sábado, 20 de maio de 2017

O meu top 3 da eurovisão 2017

1º A canção da França

Embrasse-moi, dis-moi que tu m’aimes
Fais-moi sourire au beau milieu d’un requiem
Embrasse-moi, dis-moi que tu m’aimes
Fais-moi danser jusqu’à ce que le temps nous reprenne
Ce qu’il a donné


2º A canção da Bélgica

All alone in the danger zone
Are you ready to take my hand?
All alone in the flame of doubt
Are we going to lose it all?


3º A Suécia

I can’t go on, I can’t go on
When you look this freaking beautiful
I can’t go on, I can’t go on
When you look this freaking beautiful


Menção honrosa para a versão da musica portuguesa que o vencedor da eurovisão de 2009 fez. Alexander Rybak


domingo, 14 de maio de 2017

Os 3 F's

foto do site http://radiocomercial.iol.pt/
Fátima, Futebol e Festival.

Num só dia, Portugal teve três alegrias (ou duas se não forem Benfiquistas): Portugal ganhou a eurovisão, o Papa veio e não foi assassinado e o Benfica ganhou o campeonato. É muita emoção e não estamos habituados a tanto!

Soltem foguetes, buzinem à vontade, deem cabo das gargantas para celebrar a vitoria do Benfica!

Congratulem-se pela vinda sã e salva do papa. O homem chegou e ao contrário do que diziam alguns, não houve nenhum atentado. Aleluia!

Salvador Sobral, conseguiu o que nenhum português tinha conseguido até agora na eurovisão: a vitoria. Será justa? Será merecida? Bem, agora que ele ganhou não vou dizer que eu adorava a canção porque não sou falsa. Não era e nunca foi a minha preferida, não gosto da musica, da letra e nem da "personagem". Ainda assim, fiquei feliz, não necessariamente por ele mas por todo um país que ansiava por um lugar lá no topo desde sempre.

Parabéns a todos os vencedores!

sexta-feira, 21 de abril de 2017

Review de perfume: Thé des Vignes da Caudalie


A Caudalie é uma marca francesa de produtos de beleza. Podemos encontrar perfumes, gel de banho, cremes e hidratantes.

A minha mãe andava atrás de um perfume bom e que não fosse muito caro. Então, perguntou ao farmacêutico se ele tinha alguma sugestão e ele mostrou-lhe o Thé de Vignes. Ficou logo encantada por esta maravilha e agora não quer outro.
O Thé de Vignes tem jasmim, flor de laranjeira, uvas gengibre e mel. A diferença entre este perfume e um daqueles perfumes genéricos que já falei aqui é abismal. Este, por não ser genérico, tem qualidade e isso nota-se logo. Os seus ingredientes são misturados na perfeição e se me perguntarem a que cheira digo que não sei mas cheira bem.
É um perfume para uma mulher de classe, elegante, sexy e confiante. 
Já por várias vezes a minha mãe foi elogiada com este perfume e algumas mulheres até pediram o nome.

Apesar de ser um bom perfume, provavelmente um dos melhores do mercado, ainda não é o meu perfume. Eu como "pikena" simples que sou, acho-o demasiado chique para meu gosto. 

Pontos positivos: Tem um aroma fantástico, não é enjoativo e tem uma boa duração.
Pontos negativos: nada.
Pontuação: 4.5/5 

quarta-feira, 5 de abril de 2017

Quando o silêncio é a única resposta

Recentemente vi o novo filme do Scorcese: Silêncio. O filme fala sobre um padre jesuíta que é enviado para o Japão, com o objetivo de espalhar a palavra de Deus por aqueles lados. A missão não corre bem e cá em Portugal (sim, o filme é baseado numa história de padres portugueses), surge a noticia de que o padre Ferreira renunciou à fé e agora vive no "bem bom" com mulher e filhos. Os seus alunos não acreditam nisso e dois oferecem-se para ir ver o que aconteceu. Mas não é do filme que eu quero falar. 
Se no filme vemos de forma dura como a fé, tantas vezes intermitente é posta à prova, na vida real as coisas não são diferentes. Quantas vezes pedimos por um sinal, uma resposta ou uma "amostra grátis" que nos indique o caminho certo a seguir mas nada acontece? Quantas vezes pedimos pela cura de quem amamos mas a doença só piora? Quantas vezes pedimos pelo prolongamento da vida de quem amamos (porque é cedo demais para partir) mas a única resposta é o silencio?
Se fizermos estas perguntas a alguém, a resposta será: "mas Deus não é o nosso criado para fazer o que pedimos". Certo. 
Vamos então imaginar este cenário:
Uma criança doente, cheia de febre, acorda a meio da noite e pede agua ao pai. Chama uma vez, duas, três e nada. O que fazer? Fica com sede ou levanta-se e vai buscar o copo com água mesmo sem poder? 
Claro que muitas pessoas pedem coisas desnecessárias como uma casa com piscina, um carro bom ou uma boa conta bancária mas aqui, enquanto vivemos, o mais importante é a saúde. Porque se tivermos saúde, podemos trabalhar, logo ganhamos dinheiro e compramos um carro e uma casa. 
Quando a única resposta que temos não é "sim" nem "não" e muito menos um "talvez", é um nada ensurdecedor, a fé se desvanece até deixar de existir. 

  

sábado, 25 de março de 2017

Questionário de Proust

O questionário Proust tem este nome porque foi encontrado um manuscrito em 1924, escrito por Marcel Proust onde ele respondia a várias perguntas feitas pela sua amiga Antoinette.

01- Qual é a sua maior qualidade?
Honestidade. 

02- E seu o maior defeito?
Teimosia

03- A coisa mais importante num homem? 
Lealdade

04- E numa mulher? 
Também a lealdade.

05- O que é que mais aprecia nos seus amigos? 
Serem meus amigos. 😄

06- A sua actividade favorita é... 
Ver filmes.

07- Qual é a sua ideia de felicidade? 
Viver num mundo sem doenças, fome e pobreza.

08- E o que seria a maior das tragédias? 
Viver num mundo onde existe doença, fome e pobreza.

09- Quem você gostaria de ser, se não fosse você mesmo? 
Ai eu não gostaria de ser outra pessoa.

10- E onde gostaria de viver? 
Numa ilha deserta mas com heliporto, porto e uma ponte elevatória para eu ter sempre alternativas de saída.

11- Qual é a sua cor favorita? 
Vermelho e rosa.

12- E a flor? 
Rosa vermelha.

13- Um pássaro? 
Águia.

14- Os seus autores preferidos? 
Não tenho.

15- E os poetas de que mais gosta? 
Fernando Pessoa.

16- Quem são os seus heróis de ficção? 
O Eric Draven do Corvo.

17- E as heroínas? 
A Alice do Resident Evil.

18- Seu compositor favorito é... 
Não tenho nenhum.

19- E os artistas de que mais gosta?
Ui que a lista é longa... Keanu Reeves, Tom Hardy, Pierce Brosnan, etc.

20- Quem são as suas heroínas na vida real?
A minha mãe. 

21- E os heróis?
O meu pai. 

22- Qual é a sua palavra favorita?
Mississipi. 

23- O que é que mais detesta?
Doenças. 

24- Quais são as personagens históricas que mais despreza? 
Todos os ditadores a começar por Hitler.

25- Quais os dons da Natureza que gostaria de possuir?
Gostaria de ter o dom da cura. 

26- Como gostaria de morrer? 
Não gostaria de morrer mas sim renascer das cinzas como a fénix.

27- Agora, já, como está se sentindo? 
Tranquila.

28- Que defeito é mais fácil perdoar? 
O ciume. 

29- Qual é o lema da sua vida?
Não faças aos outros o que não queres que te façam.

Questionário tirado daqui

quinta-feira, 16 de março de 2017

Cá Nada!

Cá na nossa terra, temos muitos regionalismos. Somos um povo muito dado à brincadeira e por isso mesmo, temos uma certa tendência para dar duplo sentido às coisas. 
Usamos a expressão "cá nada" para a positiva e para a negativa.

Por exemplo:

Positiva:
- Gostavas que te saísse o euromilhões?
- Cá nada! (traduzindo: claro que sim, isso é lá coisa que se pergunte?!).

Negativa:
-  Já te saiu o eurmilhões?
- Cá nada! (traduzindo: saiu mas foi o dinheiro pelo bolso fora).